quarta-feira, 13 de março de 2013

TININHO VAI PARA O PLANEJAMENTO E ZÉ CHERENE ASSUME NA CÂMARA DE SFI


Uma mudança muito comentada e aguardada nas últimas semanas na política de São Francisco de Itabapoana se efetivou nesta terça-feira (12). O vereador Florentino Cerqueira de Azevedo, o Tininho (DEM), se licenciou da Câmara para assumir a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento. A pasta estava sendo conduzida de forma interina, sem um nome escolhido como definitivo pelo prefeito Pedrinho Cherene.
Zé Cherene em sua diplomação
No lugar de Tininho, tomou posse na Sessão da Câmara desta terça o primeiro suplente José Jorge Cherene, o Zé Cherene. Zé Cherene, que é tio do prefeito, já foi vereador por dois mandatos, entre 2001 e 2008. Na eleição de 2012 ele obteve 463 votos.
Planejamento tem papel vital
A secretaria de Planejamento e Desenvolvimento tem um papel vital dentro de uma administração municipal. Sobretudo no momento em que os municípios brasileiros vivem uma necessidade grande de recursos estaduais e federais, cabendo ao Planejamento a criação de projetos para apresentá-los ao Estado e à União.
Há muitos recursos em Brasília, mas sem projetos que atendam às necessidades da população, esses recursos não chegam. As obras e programas com verbas estaduais e federais são oriundos dos convênios firmados com os municípios, mas antes dos convênios são precisos bons projetos. Todavia não é só isso; para que nasça esses convênios é preciso muita articulação política. E como 2014 é ano de eleição, é esperada uma enxurrada de recursos para os municípios, sem falar nas emendas parlamentares para os municípios, destinação que deputados estaduais, federais e senadores incluem nos orçamentos do Executivo.

Leia o comunicado de licenciamento feito pelo Vereador Tininho ao Presidente da Câmara Claudinho Viana e a convocação feita por Claudinho a Zé Cherene:
 






















Um comentário:

CARLOS JORGE disse...

Olá Senhor Jorge,
Tenho acompanhado as suas postagens, sempre que possível.Sobre a mudança ocorrida na câmara de Vereadores.Gostaria da sua opinião,percebendo a mesma a partir das conjecturas políticas e não administrativas.
Aguardo um bom artigo sobre isso.Abraços do amigo Carlos Jorge.
-Quando tiver um tempinho, visite-nos.http://carlosjorgepedagogo.blogspot.com.br/