terça-feira, 31 de julho de 2012

" POLÍTICA" UM CONVITE À ÉTICA, À MORAL E À EDUCAÇÃO


                        

 

"QUEM POUCO FALA, POUCO ERRA."


                  Amigos, observadores  que somos, estamos vendo que alguns políticos, do passado, ainda não aprenderam a arte de se fazer uma política limpa e objetiva. Arcaicos e oportunistas, que só aparecem de quatro em quatro anos, estão querendo implantar em São Francisco de Itabapoana, aquele sistema ultrapassado, hipócrita e mentiroso, humilhando os outros com apelidos, difamações, ofensas morais e entristecendo famílias. Longe de usarmos de hipocrisia e um falso moralismo, estamos sentindo que antes mesmo de começar a campanha eleitoral, pessoas inescrupulosas, que não evoluíram, politicamente falando, estão usando este critério, nos encontros e nas reuniões. O pior de tudo é que alguns novos candidatos a vereadores, pessoas que merecem o nosso respeito, estão assimilando as lições dos mais antigos e cometendo os mesmos erros. O município de São Francisco de Itabapoana, não é mais o antigo sertão de São João da Barra. “O SERTÃO VIROU CIDADE”.  Hoje, os pais estão preocupados na formação estudantil dos seus filhos, tirando-os do trabalho braçal e os colocando nas escolas. Muitos, até se sacrificando para matriculá-los nos melhores colégios. Com isto, os nossos jovens, graças a Deus, estudam, se formam e tem opiniões próprias. Quantos jovens já temos formados em médicos, advogados, veterinários, etc? Enfim,  os nossos jovens estão sabendo o que querem. Tenho certeza, que muitos estão censurando o que estão vendo e ouvindo. Por telefone ou batendo papo na internet com muitos deles, comprova tudo o que estamos falando. Pessoas desobedecendo às Leis Eleitorais, como se aqui não existissem autoridades, tentando e conseguindo fazer de alguns mais fracos, mas interesseiros, que só olham para o seu lado, de degraus para galgarem o topo do poder. Os nossos jovens estão sabendo separar o joio do trigo. Os eleitores mais antigos, em conversa com vários deles,  também não estão aceitando esta política suja, ilusionista, maldosa e mentirosa que estão tentando implantar em nosso município. O povo de SFI está transformado, o que ele quer ouvir não são ofensas e sim projetos para uma EDUCAÇÃO de primeiro mundo, uma SAÚDE com médicos, postos de saúde funcionando, medicamentos em abundância e pagamentos dos funcionários em dia. Uma AGRICULTURA, forte, buscando verbas Estaduais e Federais, para que os pequenos agricultores possam permanecer no campo. Não tirando das suas mãos maquinários que vieram para servi-los e fazer política com os mesmos conforme aconteceu, poucos dias atrás, quando uma máquina da prefeitura estava sendo usada para executar serviços em um terreno particular. Foram apreendidos pela Polícia Federal, a máquina e um caminhão de propriedade de um candidato. Fazer TURISMO o ano inteiro e não só no verão ou próximo às eleições, conforme está acontecendo. Em menos de três meses, acontecerão várias apresentações de rodeios. Será que após as eleições acontecerá mais algum rodeio?
                Convocamos os eleitores e eleitoras de SFI, mesmo aqueles que por qualquer motivo não precisam mais votar, que se esforcem e vão às urnas, mas não se esqueçam de durante a campanha eleitoral, ouvir as propostas dos candidatos que estão pleiteando o seu voto para os poderes Executivo e Legislativo. Não acreditem em blá-blá-blá.

            “ A BOA POLÍTICA, É AQUELA QUE É FEITA SEM BLÁ, BLÁ, BLÁ E SEM RODEIOS”

terça-feira, 24 de julho de 2012

FESTA DA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DA PRAIA DE SANTA CLARA - AMPRASC - UM SUCESSO GARANTIDO








  A   Secretaria de Turismo de São Francisco de Itabapoana, através do seu Secretário Augusto Alves, acaba de fornecer e estamos divulgando, a programação para a festa da AMPRASC, nos dias 27-28e 29 de julho de 2012. Esta festa, como é do conhecimento de todos é uma das mais tradicionais do município, constando no Calendário Turístico da Região. A AMPRASC, está comemorando o seu vigésimo sétimo aniversário de fundação. Creio, que é a única Associação de Moradores, do município, que o beneficia com uma escola onde estudam mais de 300 crianças, um Posto Médico, um Consultório Médico Dentário (montado pela Associação), uma sala para os Correios e uma sede com mais de 60m2, onde cursos são ministrados. Tudo isto, cedido à prefeitura através de um Contrato de Comodato.

VENHAM PARTICIPAR DOS FESTEJOS.

DIA 27/07 SEXTA-FEIRA - NOITE GOSPEL



APRESNETAÇÃO ESPECIAL DO MINISTÉRIO LOUVOR E VIDA



PARTCIPAÇÃO DE VÁRIOS GRUPOS E CANTORES DAS IGREJAS DO MUNICÍPIO.

DIA 28/07 - SÁBADO

 16 HORAS - FUTEBOL VETERANO



APRESENTAÇÃO DE VÁRIAS QUADRILHAS
BANDA - FORRÓ MANEIRO

29/07 - DOMINGO

9 HORAS
TORNEIO DE FUTEBOL DE AREIA

12 HORAS - BRINCADEIRA COM AS CRIANÇAS (CORRIDA DE OVO NA COLHER, CORRIDA DO SACO) APRESENTADO PELO PALHAÇO DO PICOLÉ.

15 HORAS
GRANDE FESTIVAL DE PRÊMIOS (CARTELAS À VENDA)

20 HORAS - APRESENTAÇÃO DE QUADRILHAS

23 HORAS - BANDA SABOR DE MEL - FORRÓ


quinta-feira, 19 de julho de 2012

FILHOS DE EX. PREFEITOS DISPUTAM EM SFI




 

A campanha eleitoral no município de São Francisco de Itabapoana (SFI) ganha intensidade com os dois candidatos que disputam a prefeitura. O atual prefeito, Frederico Barbosa Lemos (PR), da Coligação São Francisco, Uma Família Para Todos (PTB / PR / PPS / PSDC / PMN / PSB), que era o vice do prefeito cassado Beto Azevedo (PMDB), assumiu o governo desde março último e tenta a reeleição, tendo como candidata a vice a professora e produtora rural Sandra Henriques (PSDC).
“Ainda não dedicamos maior espaço à campanha devido a prioridades na gestão. Estamos na difícil tarefa de arrumar o município, que nos últimos anos ficou à deriva. Tivemos algumas reuniões para tratar das estratégias e na medida em que ajustarmos as demandas para o bem-estar da população iremos evoluindo na preparação da campanha”, informou Frederico, filho do ex-prefeito Barbosa Lemos.
Visitas e reuniões na campanha
O outro candidato a prefeito de SFI é o médico Pedrinho Cherene (PSC), filho do ex-prefeito Pedro Cherene, já falecido. Ele concorre pela Coligação Renovação Total (PRB / PP / PT / PSC / DEM / PTC / PV / PSDB / PPL / PC do B), tendo como candidato a vice o produtor agropecuário Amaro Barros (PP). Sem cargo político, Pedrinho tem realizado em sua campanha visitas e reuniões comunitárias. Na eleição proporcional, SFI conta com sete coligações que totalizam 163 candidatos de um total de 19 partidos, conforme consta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
FONTE uRURAU

quarta-feira, 18 de julho de 2012

ELEITORES PODEM DENUNCIAR INELEGIBILIDADE DE CANDIDATOS



Divulgação
Prazo para levar denúncia ao juiz eleitoral termina nesta quarta
Prazo para levar denúncia ao juiz eleitoral termina nesta quarta
mais menos
Os eleitores que souberem de fatos que apontem para inelegibilidade de algum candidato às eleições de prefeito, vice-prefeito e vereadores têm até esta quarta-feira (18/07) para informar a irregularidade ao juiz eleitoral da cidade. O cidadão deve apresentar a informação com provas e estar em gozo dos direitos políticos.

A participação do eleitor pode impedir que candidatos irregulares concorram às eleições de 2012. São considerados inelegíveis os enquadrados nas restrições impostas pelas leis complementares 64/90 (Lei das Inelegibilidades) e 135/10 (Lei da Ficha Limpa). As eleições serão realizadas no dia 7 de outubro. O segundo turno eleitoral, nas cidades onde for previsto, ocorrerá no dia 28 do mesmo mês.

De acordo com as duas leis complementares, podem ser considerados inaptos a exercer cargo público os candidatos condenados em decisão transitada em julgado (sem possibilidade de recurso) pelos seguintes crimes: contra a economia popular, a fé e a administração pública; de lavagem de dinheiro e ocultação de bens; de tráfico de entorpecentes, racismo, tortura e  terrorismo; além de compra de votos e abuso do poder econômico, entre outros.

De acordo com o calendário eleitoral divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), amanhã se encerra também o prazo de registro dos comitês financeiros pelos partidos políticos que concorrerão às eleições. Os comitês são registrados nos cartórios municipais e são criados para administrar e distribuir a arrecadação das campanhas. O TSE ainda não sabe quantos comitês já foram registrados.

Ainda de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, amanhã também será a data final para apresentar pedidos de impugnação do registro individual de candidatos que estejam irregulares, nos casos em que os partidos políticos ou coligações ainda não tenham requerido. Podem pedir a impugnação dos registros qualquer candidato, partido político, coligação ou o Ministério Público Eleitoral.

Para pesquisar a situação dos candidatos registrados, os cidadãos podem acessar o DivulgaCand 2012. O sistema, atualizado diariamente, permite que qualquer pessoa verifique a quantidade de candidatos inscritos por estados e municípios, o número de cargos a vereador, além das informações repassadas à Justiça Eleitoral pelos candidatos, como declaração de bens, certidões criminais, entre outros.

Nesta terça-feira (17/07), o sistema apontava o pedido de registro de 2.011 candidatos a prefeito, 2.015 a vice-prefeito e 75.448 a vereador. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, os registros dos candidatos estão sendo analisados.
Agência Brasil
Fonte Ururau

segunda-feira, 16 de julho de 2012

SANFRANCISCANO TEM PROJETO APROVADO PELA FAPERJ




O blog recebeu Email do querido irmão Paulo Paes, solicitando a postagem do projeto aprovado pela FAPERJ. Saiba irmão, que o faço com muita alegria.
Parabéns camarada Noel Junior.


Em meio a tantas notícias negativas, o município de São Francisco de Itabapoana, acabara de receber uma boa notícia, onde um sanfranciscano foi agraciado com o primeiro investimento subsidiado pela FAPERJ – (Fundação de Apoio a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro), para desenvolvimento de novas tecnologias.Trata-se de um projeto de inovação tecnológica, desenvolvido por Noel Júnior, que ao observar o funcionamento do cilindro sovador de massa de pão, existente na padaria de sua família, pensou em um dispositivo de segurança para impedir que o padeiro tenha sua mão esmagada pela máquina.

“Com o edital de Inovação Tecnológica da FAPERJ devidamente aprovado – com a primeira parcela do valor já depositado em conta - vamos preparar o protótipo de um Cilindro Sovador de massa, totalmente remodelado, inserindo nesta máquina o dispositivo de segurança. Poucas pessoas sabem que sou padeiro(risos), mas agora, depois da aprovação do projeto, muitas pessoas tomarão conhecimento de minha outra atividade.”afirma, Noel Júnior, pesquisador.
Ao receber em sua residência a placa identificadora do projeto, lá estavam conversando com Noel Júnior e seus pais, os amigos Edinho Mansur, Romário da Rinha e Ricardo.

“Caro Noel Júnior, vejo neste momento, o grande orgulho que seus pais estão tendo de ver seu filho sendo contemplado com um verdadeiro prêmio, pois vocês (equipe) foram contemplados com subsídios do Estado, projeto este que leva a chancela de uma Incubadora formada por diversas instituições sérias e respeitada, isso só vem confirmar a grande admiração que eu sempre tive por você, um rapaz simples, humilde com tamanha inteligência, que soube tirar lições de seu trabalho numa padaria da família, quando desde menino vem ajudando seu pai a fabricar pão, e aqui vejo a confirmação de seu grande talento. Ainda posso afirmar, sem sombras de dúvida, que o seu futuro será promissor, pois recentemente fora convidado e com humildade recusou um convite para ser secretário municipal, hoje trabalha na prefeitura de Campos e, agora será reconhecido como empreendedor, o que lhe fará alcançar vôos através de sua competência.” Disse, Edinho Mansur emocionado.
A diversificação na distribuição de subsídios que a FAPERJ vem realizando tem permitido o incremento de muitas pequenas empresas, em todas as regiões do Estado, gerando oportunidade de empregos e a consequente fixação da população em seu local de origem. Dessa forma, tem contribuído para o desenvolvimento econômico e social de muitos municípios. Afirmou, Rui Marques - Presidente da Faperj.“ Me sinto muito feliz de poder trazer boas notícias a SFI, digo que esse sempre foi meu sonho, representar e defender de forma positiva o nome de nossa cidade e, quando menos esperei, aconteceu! Melhor ainda é ver o sorriso estampado no rosto de meus pais. Agradeço a Jesus pela oportunidade e, ao Paulinho Paes e equipe, por ter acreditado em mim.”
A aprovação deste projeto tornou-se viável com orientação da incubadora TECCAMPOS que funciona no campus da UENF, em parceria com o SEBRAE, IFF, FIRJAN, UFF,FENORTE, FUNDENOR, entre outras. P

domingo, 15 de julho de 2012

PRESIDENTE DO TSE DEFENDE FICHA LIMPA NA ELEIÇÃO 2012


 
                      Em reunião ocorrida ontem, no plenário do prédio-sede do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, falou aos membros da Corte Eleitoral potiguar, juí-zes eleitorais, chefes de cartório e servidores acerca das Eleições 2012. A ministra defendeu a aplicação da Lei da Ficha Limpa, afirmando: “Ninguém tolera mais a corrup-ção”.
Durante o encontro, a ministra Cármen Lúcia falou sobre a importância do processo eleitoral frente à democracia brasileira. Para ela, essas eleições serão um desafio para a Justiça Eleitoral, que deverá aplicar, pela primeira vez, a Lei da Ficha Limpa. “Ninguém tolera mais a corrupção. Temos que fazer cumprir essa lei”, disse.
 A ministra garantiu que os juízes eleitorais terão segurança para trabalhar com tranquilidade, além de assegurar o apoio do TSE em todo o processo eleitoral.
— Me coloco a disposição de qualquer juiz a qualquer momento para que se cumpram as demandas, vamos analisar as singularidades de cada um, a fim de garantir a democracia e o direito do cidadão — pontuou a presidente.
Cármen Lúcia pediu ainda o apoio de todos os servidores que fazem a Justiça Eleitoral potiguar, que considera de alto grau de capacitação. Em suas palavras, “a democracia brasileira passa pelo povo brasileiro, mas somos privilegiados por fazer garantir esse direito”.
Reuniões — A presidente do TSE tem realizado vários encontros antecedendo as eleições. Na quinta-feira, ela esteve com juízes eleitorais e afirmou que haverá segurança para o trabalho deles em todo país. (S.M.) (A.N.)
Fonte - Folha da Manhã

sexta-feira, 13 de julho de 2012

JUSTIÇA BLOQUEIA BENS DE BETO E DE DOIS SECRETÁRIOS



12/jul/2012
 
  •  
  •  
  •  
  •  
Enlarge
Beto Azevedo com os bens indisponíveis através da Justiça


Os bens do ex-prefeito de São Francisco de Itabapoana (SFI) Carlos Alberto Silva de Azevedo e dos ex-secretários de Saúde do município Cristiano Salles Rodrigues e Fabiano Córdova foram bloqueados. Trata-se de uma ação cautelar preparatória de improbidade movida pelo Ministério Público Federal (MPF) e a 2ª Vara Federal em Campos concedeu liminar do bloqueio de bens, que pode chegar a R$ 2,5 milhões.
Os três são investigados por supostas fraudes na aplicação de verbas públicas do Fundo Nacional da Saúde (FNS). Eles e mais um casal de empresários foram presos em março deste ano durante a Operação Renascer, deflagrada pela Polícia Federal (PF).
De acordo com as investigações da PF, as fraudes envolviam desvio de recursos da Prefeitura de SFI por intermédio da Clínica Fênix, que superfaturava exames laboratoriais de baixa complexidade e era favorecida em licitações para prestação de exames de média e alta complexidade.
Segundo a decisão do juiz Dario Ribeiro Machado Junior, apesar de ter havido um decréscimo de 30,69% no número de consultas médicas produzidas entre 2009 e 2011, houve uma elevação de 189,6% no número de exames realizados em 2010 e 155,3% em 2011.
Ex-secretário ignora decisão
A ação cautelar preparatória de improbidade foi assinada pelos procuradores da República Eduardo Santos de Oliveira e Carmen Sant’Anna. A equipe de O Diário falou ontem por telefone com Fabiano Córdoba e ele disse que não estava sabendo desta decisão. A mesma equipe não conseguiu contato com Beto Azevedo e nem Cristiano Salles.
FONTE -  O DIÁRIO

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Meu filho está demorando para aprender a falar. Isto é um problema?



Divulgação
É necessário observar a questão de forma mais atenta
É necessário observar a questão de forma mais atenta
mais menos
Crianças que não desenvolvem a fala até os três anos de idade não necessariamente têm grandes problemas. Mas caso a situação persista a partir desta idade é necessário observar a questão de forma mais atenta.

O primeiro ponto para os pais é não comparar o desenvolvimento dos seus filhos com o de outras crianças. Aquelas que verbalizam pouco até os três anos podem, de forma repentina, começar a falar e em pouco tempo chegar ao mesmo patamar de desenvolvimento dos amiguinhos da mesma idade. Mas o problema pode ser persistente e, nestes casos, é importante a avaliação de um pediatra e um fonoaudiólogo.

“Os atrasos na fala podem ter diversas razões. Em primeiro lugar é observar que tipo de problema está se desenvolvendo. A criança pode balbuciar sons diversos, mas não conseguir verbalizar palavras. Ou então pode já verbalizar algumas palavras e não conseguir concatenar frases mais complexas e se comunicar de forma adequada com os adultos ao seu redor. Cada um destes tipos de atraso pode ter origens diferentes”, explica Jaime Zorzi, especialista em Linguagem e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia (SBFa).

Um dos problemas associados com o atraso na linguagem são aqueles intrínsecos à criança, como fatores genéticos. Nestes casos o histórico familiar precisa ser avaliado. Os pais ou familiares podem ter tido o mesmo na infância e isto pode ser um traço do desenvolvimento na família. “Este atraso, portanto, é natural e esperado”, explica o especialista.

Fatores ambientais

Um fator importante para o desenvolvimento da linguagem é o ambiente em que a criança se encontra. A fala precisa ser exercitada e o ambiente familiar é primordial para isso. “Famílias pouco comunicativas e que interagem pouco com as crianças podem contribuir para o atraso na linguagem”, afirma o especialista.

“E não é só falar pouco com a criança que pode levar ao desenvolvimento do problema. Pais que atendem prontamente os desejos dos filhos também simplificam demais a comunicação com essas crianças. Os filhos não precisam fazer grande esforço para ter o que querem, então optam pela forma mais simples, não desenvolvendo a fala por completo. Elas acabam só desenvolvendo mais a linguagem quando entram em contato com outros tipos de ambiente onde vão se socializar e precisar desenvolver a comunicação”, completa Jaime Zorzi.

Audição e problemas cognitivos

Mas, além destes, podem haver outros tipos de alteração na linguagem. Alguns deles causados por condições ligadas à audição. “Estes tipos de alterações, muitas vezes, são diagnosticadas nos testes pré-natais, como o teste da orelhinha. Os problemas de audição vão contribuir para um atraso na fala, além de outros problemas. Caso o teste da orelhinha não tenha diagnosticado nada, mas há um problema, essas crianças podem demorar para serem inseridas em um tratamento adequado, causando problemas de atraso na fala”, diz Zorzi.

Caso não haja problemas de audição (ou seja, não há alterações na “entrada” dos sons), outras condições podem estar associadas ao atraso na linguagem. Transtornos mentais incluindo o atraso cognitivo e o autismo são fatores que pesam nestes casos. “A linguagem é uma atividade mental e, portanto, qualquer problema dessa natureza vai impactar a linguagem. No caso do autismo, há também um impacto na dinâmica social e, consequentemente, no desenvolvimento da linguagem”, aponta Zorzi.

Transtorno específico da linguagem

“Em outros casos pode-se avaliar os circuitos motores. A criança ouve adequadamente, não tem problemas cognitivos ou mentais, é sociável, mas tem dificuldades de identificar o que ouve ou de organizar e repetir as palavras. Nestes casos pode haver o que chamamos de Transtorno Específico da Linguagem (TEL). A criança compreende e fala errado ou, em casos mais graves, mesmo a compreenção fica dificultada e ela não consegue responder adequadamente a uma questão ou ação proposta pelos pais ou cuidadores, seja na creche ou na escolinha”, afirma o especialista.

O TEL precisa ser acompanhado de perto, pois há a possibilidade de condições como a dislexia estar associada. “Pensamos por som, identificamos as palavras e as repetimos mentalmente. Na dislexia isso pode estar comprometido. Então uma criança avaliada para TEL também deve ser acompanhada para o desenvolvimento da dislexia no futuro”, diz.

Dicas para um ambiente mais estimulantes:

Evite a fala infantilizada com as crianças. Usar diminutivos e repetir palavras engraçadinhas, porém erradas (a fala de “tiancinha” ou de bebê). A criança pode acabar achando que essa é a forma correta de se falar.

Converse com a criança olhando para ela. Assim ela aprende a associar sons aos movimentos da boca, importante para o desenvolvimento da comunicação.

Dê nome a tudo quando estiver com a criança. No banho diga o nome dos objetos e produtos usados. Brincadeiras que usam e nomeiam o corpo também são importantes. Ensinar a cor das coisas também. Mesmo que ela não acerte tudo, ela pelo menos aprende novas palavras todo dia.

Conte histórias. Desta forma as crianças exercitam a audição, observam a fala correta, aprendem a relacionar frases e situações além de diversos outros benefícios cognitivos, afetivos e culturais.

Peça para as crianças contarem histórias. Não interessa a perfeição das narrativas, mas o exercício da criança em pensar as situações, comunicá-las e experimentar a linguagem de diferentes formas.

Limite a televisão. Na frente da TV as crianças ouvem muitas palavras e aprendem novas histórias. Mas é um estímulo em uma única via. Elas ficam paradas e não interagem com a TV. Para utilizar esta mídia de forma mais efetiva, desligue o aparelho após algum tempo e converse com a criança, pedindo para ela contar o que viu, por exemplo, ou então assista aos desenhos animados junto com ela, interagindo e estimulando ela a repetir palavras ou frases novas.

Aprendizado com as babás. Crianças que ficam muito tempo com as babás podem absorver vícios de linguagens (ou até mesmo replicar problemas como a gagueira). Identificar e corrigir estes vícios é papel dos pais e é importante para que as crianças não cristalizem as palavras aprendidas erroneamente no longo prazo.
Fonte-Ururau

SFI: FAMÍLIA GAROTINHO AO LADO DE PEDRINHO CHERENE


A coluna “Extra, Extra”, da jornalista Berenice Seara, requentou a polêmica envolvendo a candidatura do PR no município de São Francisco de Itabapoana. Como tem ficado nítido, o apoio da família Garotinho será para o médico Pedrinho Cherene(PSC). Por sua vez, Frederico, filho do radialista Barbosa Lemos, tratou de se movimentar e fechou alianças com partidos que não são nada simpáticos ao grupo de Garotinho.
Reprodução da coluna "Extra, Extra"
Reprodução da coluna "Extra, Extra"
 

domingo, 8 de julho de 2012

CASTIGO FÍSICO EM CRIANÇAS PODE AUMENTAR RISCO DE DISTÚRBIOS MENTAIS



Divulgação
Probabilidade de ter ansiedade e problemas de humor pode ser 40% maior
Probabilidade de ter ansiedade e problemas de humor pode ser 40% maior
mais menos

Em dezembro de 2011, foi aprovado o projeto de lei que proíbe os pais de baterem nos filhos. Mesmo assim, há famílias que sustentam a dúvida se essa não seria a melhor maneira de ensinar os filhos. Um estudo publicado no periódico Pediatrics, porém, mostrou que crianças que apanham podem correr risco maior de desenvolver problemas mentais na vida adulta do que aquelas que não sofrem punição física.

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores liderados por uma especialista da University of Manitoba, no Canadá, selecionaram 600 americanos de um total de 34.653 que haviam participado do National Epidemiologic Survey on Alcohol and Related Conditions. Todos eram maiores de 20 anos. Foram considerados apenas empurrões e tapas aplicados quando a criança fazia algo errado.

Dos entrevistados, 6% relataram ter sofrido punições físicas durante a infância. Entre eles, o risco de apresentar distúrbios mentais era pelo menos 40% maior. Esses resultados reforçam a importância do diálogo e de métodos de educação infantil baseados na disciplina psicológica.

Os autores do estudo apontam, entretanto, que não foi possível estabelecer uma relação direta entre os castigos e o desenvolvimento de problemas, como distúrbios de humor e ansiedade, assim como abuso de álcool e drogas. Ainda assim, eles afirmam que o estudo abre margem para uma reflexão dos pais.

Erros mais comuns na educação dos filhos

A criança grita, questiona os limites e desafia os pais. Após muita conversa, muitos apelam para a tática do xeque mate: "Ou você come, ou não joga videogame." "Não vai arrumar o quarto? Então não vamos passear hoje." Algumas vezes, a ameaça traz resultados; em outras, é preciso ainda mais paciência. Mas até que ponto a autoridade pode chegar? Não há uma fórmula de como educar, mas psicólogos afirmam que o diálogo é sempre a melhor alternativa. Eles dão conselhos para evitar os erros que os pais mais costumam cometer na hora de ensinar. Confira a seguir.

Erro 1: desautorizar o pai (ou a mãe) na frente da criança

Imagine a situação: a criança quer tomar sorvete antes do almoço. Para a mãe, de jeito nenhum, mas para o pai fala: "Por que não? Só hoje". Isso pode fazer uma confusão na cabeça do pequeno. "Ele entenderá que o limite imposto por um dos pais não é verdadeiro e essa ideia pode dificultar que a criança obedeça e cumpra regras", declara a psicóloga Aline de Aguiar, do Rio de Janeiro, doutora em Psicologia Social. Claro que é normal que o casal não concorde em tudo, mas Aline sugere que seja feita uma conversa longe da criança para definir, em comum acordo, as regras da casa.

Erro 2: "Faça o que digo, não faça o que eu faço"

Os pais são a referência do filho. Aline de Aguiar conta que as brincadeiras de imitação começam desde bebê, com a criança tentando fazer as mesmas caras dos pais, os mesmos sons. Conforme o pequeno cresce, passa a questionar quando não pode ser igual a eles. "O exemplo é muito mais forte para a criança do que as palavras", comenta a psicóloga. Hábitos como não fumar, comer verduras e legumes e dormir cedo pode fazer com que a criança entenda desde cedo a importância de levar um estilo de vida mais saudável.

Erro 3: Ceder à birra da criança

É verdade que há momentos em que ela irá espernear demais. Mas ceder a isso é deixar que o filho fique no comando, ou seja, ele irá achar que pode conseguir tudo o que quer, na hora que quiser - basta chorar. A psicóloga Aline explica que as crianças desafiam e buscam o limite o tempo todo. "Mas sem esse limite pode haver insegurança pois não fica claro o que é certo ou errado diante de situações da vida", diz. O melhor a fazer é dizer para ela que a birra não vai adiantar, sempre com muito diálogo. Uma hora ela irá perceber que a choradeira não trará resultado e irá parar.

Erro 4: Não dar explicações

As regras são mais fáceis de serem seguidas se forem compreendidas. Simplesmente dizer "não pode", "você não vai", pode deixar a criança brava por não entender o motivo. É claro que existem explicações complexas demais para o pequeno entender, como dizer o que é um choque ao colocar o dedo na tomada, mas há outras abordagens mais eficientes. "Nessas horas, vale investir no afeto e explicar com paciência: 'Não pode colocar o dedo na tomada, você pode se machucar; papai te ama e quer que você fique bem! Venha cá que quero te dar um abraço'", sugere a psicóloga Aline. A demonstração de carinho ajuda a mostrar que você impõe regras porque quer o bem do filho.

Erro 5: Contar pequenas mentirinhas

Contar que o "bicho papão" pode pegar o filho se ele não comer salada nem sempre é uma boa forma de educar. Segundo a psicóloga Rosmairi Oliveira, de São Paulo, a criança fica sempre muito atenta ao comportamento e às atitudes dos pais e pode perceber, com o tempo, as pequenas mentiras. "Pais que mentem têm grande chances de criar filhos também mentirosos", afirma. No futuro, quando a criança dizer que já fez o dever de casa enquanto, na verdade, jogava videogame pode parecer só mais uma mentirinha sem consequências.

Minha Vida

sábado, 7 de julho de 2012

ELEIÇÕES NÃO IMPEDEM CONTRATAÇÕES


6/jul/2012
   









Francisco de Assis explica que há as excepcionalidades

A Legislação Eleitoral impõe várias restrições ao agente público a partir de hoje, mas os concursados não serão prejudicados, desde que os respectivos concursos públicos dos quais participaram tenham sido homologados até este sábado (sete de julho). São os casos, por exemplo, de Campos e Macaé.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), entre as situações excepcionais estão, ainda, “a nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais, com prévia e expressa autorização do Chefe do Poder Executivo”.

Outro ponto ressaltado é a “permissão de transferência ou remoção ex officio de militares, policiais civis e de agentes penitenciários”. A realização de “transferência voluntária de recursos da União aos Estados e Municípios, e dos Estados aos Municípios também terá de estar dentro do que a lei exige, “sob pena de nulidade de pleno direito”.


Mas o TSE ressalta os casos de recursos “destinados a cumprir obrigação formal preexistente para a execução de obra ou serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública”, entre outros.


O advogado e ex-procurador geral do município de Campos, Francisco de Assis Pessanha Filho, assinala que o gestor público, a partir de hoje, não pode contratar, demitir, remover ou transferir servidor público de suas funções. “No entanto, há exceções como os cargos DAS (em comissão) ou de servidores aprovados em concurso público homologado até o dia 07 de julho”, explica.
Fonte O Diário

sexta-feira, 6 de julho de 2012

PROPAGANDA ELEITORAL ESTÁ LIBERADA A PARTIR DESTA SEXTA-FEIRA 06/07



Divulgação



Comícios também já poderão ser realizados das 8h às 24h
maismenos
A propaganda eleitoral será permitida a partir desta sexta-feira (06/07). De acordo com a Lei das Eleições também está liberada a propaganda eleitoral na internet, mas está proibida a veiculação de qualquer tipo de propaganda paga.

Nesta data, também estão liberados os comícios das 8h às 24h. Partidos políticos e coligações podem usar, no período ente às 8h e as 22h, alto-falantes e amplificadores de som nas sedes deles ou em veículos.

A partir deste sábado (07/07), estará proibida a contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos e inaugurações. A partir desta data também é proibido que candidatos compareçam a inaugurações de obras públicas.

Dia 18 de Julho termina o prazo para que candidatos, partidos políticos, coligações e o Ministério Público Eleitoral impugnem candidaturas, conforme determina a Lei Complementar nº 64/1.990.

Os eleitores fora do domicílio eleitoral têm até o dia 8 de agosto para requerer a segunda via do título de eleitor.

A propaganda eleitoral no rádio e na televisão começa dia 21 de agosto e vai até o dia 4 de outubro, três dias antes do primeiro turno de votações. Nas localidades em que houver segundo turno, o dia será 28 de outubro.

TRE-RJ responde consulta do PMDB sobre presença em inauguração de obras

Em resposta a consulta formulada pelo PMDB, o TRE-RJ entendeu que prefeitos municipais que sejam candidatos a reeleição podem comparecer a inaugurações de obras públicas antes do dia 7 de julho. No entanto, não pode haver pedidos de votos nem manifestações públicas de apoio a candidaturas durante o evento, o que pode gerar um processo por conduta vedada a agente público.
Fonte - URURAU,

quinta-feira, 5 de julho de 2012

TRE/RJ - POR UNAMINIDADE ABSOLVE BETO AZEVEDO E FREDERICO B. LEMOS




           Por unanimidade, o TRE-RJ absolveu, na sessão desta quinta-feira, dia 5, o prefeito cassado de São Francisco de Itabapoana, Carlos Alberto Silva de Azevedo, e o vice-prefeito eleito e atual prefeito em exercício da cidade, Frederico Souza Barbosa Lemos. Eles haviam sido condenados pela suposta distribuição de vales-combustível a eleitores numa Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME). Como o afastamento do prefeito eleito não ocorreu em consequência da AIME julgada hoje, a decisão não afeta a atual composição da Prefeitura municipal.
           
                 
           Parabéns, prefeito Frederico Barbosa Lemos, pela vitória no TER, conforme sentença acima. Apesar de não fazer parte do seu grupo político, por motivos particulares, que um dia o senhor tomará conhecimento, mas defensor deste povo humilde e sofrido de São Francisco de Itabapoana, desejo ao senhor e ao seu secretariado, seis meses de um governo limpo, com transparência, clareza e honestidade. Estamos em período de eleição, o conheço muito bem e sei que não vai misturar campanha eleitoral com a Administração Pública. Tome muito cuidado com alguns secretários e administradores, para que não façam dos seus cargos públicos,  carro-chefe para se promoverem politicamente, nem a eles e nem a quem quer que seja. Agora que o senhor está mais familiarizado com os problemas do município, olhe um pouco mais para a área da saúde. Aproveito para alertá-lo, que estou sempre no Hospital Municipal Manoel Carola e a coisa por lá está meio complicada. (Muitos chefes para muitos indios). O senhor pegou uma prefeitura falida, mas se conhece o bom administrador quando ele consegue administrar com pouca verba. Estamos esperançosos.

 Deus te abençoe e te dê sabedoria, para resolver os problemas de SFI.
São Francisco de Itabapoana, 05 de julho de 2012.